A conformidade com a LGPD e a oportunidade de alavancar o seu negócio.

Atualizado: Jan 31

É mesmo desafiador imaginar um modelo de negócio formal, lícito e rentável que sobreviveria sem utilizar dados pessoais, quer seja de funcionários, clientes, fornecedores, parceiros, conselheiros, ou até de um visitante identificado na portaria da empresa, que por questões de segurança deixa registrar seus dados no controle de entrada e saída (informatizado ou físico), ainda que seja por alguns instantes.



Um processo de implementação da LGPD deve ser abrangente e criterioso em todas as suas fases e isto demandará investimentos adequados, capazes de garantir o bom funcionamento da engrenagem corporativa, o que tem sido motivo de preocupação no meio empresarial, afinal ainda estamos vivemos um período de instabilidade econômica, em que as empresas em geral fazem um trabalho hercúleo para se manterem saudáveis e produtivas.


Contudo, o que hoje é motivo de preocupação pode ser uma grande oportunidade de crescimento para titulares de dados e controladores (empresas), o que pode ser demonstrado em rápidas “pinceladas”.


Segundo a LGPD empresa e fornecedor tem responsabilidade solidária, o que significa que ambos terão a obrigação de indenizar eventual dano causado a terceiros. Em assim sendo, qual o perfil de fornecedor seria mais adequado para atender a sua empresa?


Como cliente você prefere comprar produtos ou contratar serviços de uma empresa que haja com transparência e garanta a segurança de seus dados ou optaria por outra que põe em risco a sua segurança e privacidade, ou que se utiliza de seus dados em benefício próprio sem o seu consentimento?


Uma empresa que protagoniza um caso de vazamento de dados e tem sua reputação abalada tem as mesmas chances na liberação de um financiamento que uma empresa que tem uma imagem positiva no mercado?


Partindo da premissa que os próprios órgãos públicos também deverão se adequar à LGPD, qual seria a chance da uma empresa em não conformidade com a lei sair vitoriosa em uma licitação?


Considerando que mais de 100 países possuem lei de proteção de dados e que uma determinada empresa oferece o seu produto ou serviço na internet, como esta pretende se eximir de tratar adequadamente os dados de seus clientes estrangeiros segundo a lei aplicável?


As reflexões propostas acima são reflexo do movimento do mercado interno e externo que se desenha, e será ainda mais a partir da vigência da Lei em agosto/2020. Portanto, não perca tempo, a construção se faz tijolo a tijolo. Faça acontecer e aproveite o cenário para agregar valor à sua empresa, isto será um grande diferencial competitivo.


A empresa em não conformidade estará exposta a multas por infração cometida, além de outras sanções. Já pensou o que significa não ter um plano de contingência e de continuidade definidos?


Estas são algumas questões a serem avaliadas e remodeladas de acordo com um diagnóstico qualitativo e quantitativo da empresa. Comece agora!


Mas lembre-se, é importante priorizar a conscientização e a capacitação de sua equipe, afinal são os seus colaboradores que identificarão os riscos e pensarão as soluções adequadas à sua estratégia de negócio, ainda que possa contar com o auxílio paralelo de uma consultoria especializada.

57 visualizações

Assine nossa

newsletter!

Que saber mais sobre nossos serviços ?
Entre em contato.

Contato

Av. Paulista 807

São Paulo, SP - 01311-000

​Tel: (11) 99999-6681

Email: ​contato@tothbe.com.br

Social

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinza ícone do YouTube
  • WhatsApp

© 2020 TothBe. Design by Raissa Liebmann.